Av Manoel Ribas , 420
(43) 3272-1233
samae@jaguapita.pr.gov.br

Comunicado SAMAE

Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Jagupitã

Comunicado SAMAE

Por orientação técnica do Órgão Regulador do Consorcio Intermunicipal de Saneamento do Paraná – ORCISPAR, quanto à necessidade da sustentabilidade econômico-financeira por meio do reajuste das tarifas, taxar e serviços e de forma que permitam o melhoramento e expansão dos serviços e a preservação do equilíbrio orçamentário e financeiro do SAMAE, diante da alteração dos preços dos insumos básicos, principalmente energia elétrica, que aumentou significativamente e compões grande parte dos custos de operação dos sistemas de saneamento, e dos demais componentes do custo final necessário a manutenção da qualidade dos sérvios prestados pelo SAMAE e da consequente necessidade de repassar as tarifas e taxas as perdas econômicas com o reajuste do valos da tarifa de energia elétrica, visando manter o equilíbrio econômico-financeiro da prestação dos serviços de agua e esgotamento sanitário indispensáveis a condução dos trabalhos em beneficio de toda sociedade

 

Pelo fato das redes de esgoto não serem projetadas para receber o volume de agua das chuvas e que com a pressão faz com que terra e objetos sejam sugados pelas redes causando rompimento e obstrução da rede, entupimentos, danos a estação de tratamento e principalmente, transtornos para o próprio morador quando o esgoto retorna as casas e pela necessidade do cumprimento da legislação vigente que  prevê penalidades para ligações clandestinas de agua pluvial na rede de esgoto, o SAMAE reforça a expressa proibição da introdução direta ou indireta de aguas pluviais nos ramais domiciliares de esgotos sanitários e estabelece o prazo de 180 dias para a regularização das ligações de agua pluvial na rede de esgoto e/ou de ligações de esgoto na rede de agua pluvial, ficando o usuário, sujeito a penalidades legais cabíveis a partir desse prazo

 

Diante da necessidade de otimizar a qualidade do serviço prestado pelo SAMAE, de se combater as perdas não físicas, através do acesso sistemático e integral a ligação de agua e ao hidrômetro, evitando-se assim a impossibilidade da coleta da leitura real, falta de manutenção em hidrômetros danificados, parados ou que submedem, fraudes em hidrômetros, ligações clandestinas ou não cadastradas, facilitação do corte e outras para manter um bom relacionamento com o usuário, uma vez que o fácil acesso ao hidrômetro evita que o mesmo venha a ser enganado por pessoas que possam se passar por funcionários da Autarquia, pela facilidade para substituição do ramal predial sem danificar muros ou pisos internos, pela diminuição dos riscos de vazamentos e preservação da qualidade da agua e proteção contra vandalismo, o SAMAE institui a imediata padronização dos cavaletes para ligações novas e estabelece um prazo de 150 dias para adequação as novas regras de instalação padronizada de cavalete com ligações antigas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *